terça-feira, 17 de julho de 2007

SER HUMANO NÃO É O MESMO DE SER SER HUMANO

Muitos amigos meus sabem que sou fã de carteirinha do programa de Cardinot.Muitos me criticam pela minha preferência por um programa tão violento,mas não meus amigos,assistir ao programa é me permitir ver e crer que paralelamente ao meu mundo existe uma triste realidade que me faz pensar do que um ser humano é capaz.
Semana passada foi encontrada morta uma criança de apenas 11 aninhos de idade, uma menina linda,querida pelos vizinhos e por todos que a conhecia.Assassinada por outra criança paga pela tia da menina,que crueldade.
Isso me abalou muito e me fez pensar na qualidade,ou melhor,classificação de SER HUMANO.Será que uma pessoa que comete estes tipos de crimes bárbaros são SERES HUMANOS?Que tipo de raça é essa que vem aumentando no mundo em que vivemos ?
Será que é muito fácil dizer que o motivo do crescimento é por conta da diferença do nível social?E se o motivo é a diferença do nível social, por que está surgindo tantos jovens de classe média alta praticando crimes tão cruéis?
Talvez em um futuro próximo será necessário a criação de uma nova classificação para SERES HUMANOS,uma de racionais e a outra de irracionais.Porque não dá para acreditar que seres humanos sejam capazes de tal crueldade.Só posso crer que estamos em mutação,porém nunca ouvi falar em mutação para piorar a raça,será que isto é possivel?Espero que não.

3 comentários:

Sheila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sheila disse...

É, prima, há muito tempo perdemos o direito de ser chamados "animais racionais". Só o homem mata apenas pelo prazer (?) de matar e isso não é nada racional.
Moramos num mundo cruel, de valores invertidos, onde "legal" é contrariar a lei, moral e bons costumes. A pena é que, infelizmente, estamos nos "acostumando" com isso. Perder a indignação diante de certos fatos é contribuir para que eles continuem acontecendo.
Quando ao Cardinot, de fato, eu não gosto. Não considero informação jornalística de qualidade, mas, sim, sensacionalismo barato diante de tragédias. A impressão que me dá é que ele torce para que coisas desse tipo aconteçam e, assim, o programa possa ter audiência. Mas, como vivemos numa democracia, cada um tem o direito de ver o que quiser e isso merece ser respeitado. :)

Beijo!

Baby disse...

Afe... Eu tenho uma opinião bem radical a esse respeito, sabe? Fui até muito criticada por isso... tsc tsc... Mas, pra mim, nem todos os animais "racionais" se tornam verdadeiramente humanos... Alguns seguem como animais, sisplemente, sem nunca chegar a desenvolver sua humanidade... E infelizmente, muitos destes fazem vítimas que podem ser crianças de 11 anos ou até mais novas... pessoas desconhecidas ou muito próximas nossas... E é triste pensar que há muito pouco a se fazer, né? É... será que esse mundo ainda tem jeito?

Beijos pra tu...
Saudades de vocês...